Como usar chapéu floppy

Bombando nas ruas, passarelas, festivais, ele tem tudo a ver com o inverno – é chic, elegante e meio vintage. Sucesso nos anos 70, ele também é um peça que lembra muito o estilo boho.

As abas são flexíveis e mais largas, e ficam levemente caídas sobre o rosto, dando todo charme do chapéu, além de um ar misterioso. Como são normalmente de feltro e cores pouco festivas, eles são acessórios para os dias mais frios do ano.

Apesar disso, com a chegada do verão americano a peça se provou queridinha e já é possível ver algumas versões com palha trançadas e outro materiais mais levinhos. O que importa é combinar seu chapéu floppy.

O chapéu floppy funciona bem com quase todos os looks, com exceção dos superesportivos – saias, casacos de moletom e camisetas de time raramente dão certo. Prefira os sapatos mais femininos como as botinhas e sandálias. Cardigãs e tecidos levinhos também funcionam muito bem.

Veja nas imagems algumas ideias para usar seu chapéu floppy: